AJUDE A DIVULGAR OS

ENSINAMENTOS!



Ajudar a divulgar os Ensinamentos Rosacruzes é um dever pessoal de todo Estudante Rosacruz. Os Irmãos Maiores, guardiães dos Ensinamentos da Sabedoria Ocidental, deram-no ao Mundo Ocidental através de Max Heindel com a condição de que ele os divulgasse com a mesma persistência com a qual os procurou. Evidentemente nos encontramos na mesma obrigação em dar aos demais o conhecimento que recebemos.

O que poderemos fazer para desempenhar esse trabalho? É necessário que tenhamos informação de primeira mão dos planos espirituais antes que possamos servir? NÃO! "Só necessitamos um raio de luz". As pequenas roldanas tornam possível as maiores girarem.

Divulgar os Ensinamentos por meio do exemplo pessoal é a primeira coisa que devemos considerar. Os olhos do mundo estão sobre nós, e, o movimento Rosacruz é beneficiado ou prejudicado de acordo com nosso comportamento. Aqueles que estão mais próximos de nós conhecem algo de nossas vidas e por nossos frutos somos considerados.

O segundo ponto a ser observado é a divulgação dos Ensinamentos através de Centros locais. Centros Fraternais são apenas combinações de pessoas, e o Centro em si expressará somente aquilo que seus membros possam expressar individualmente. Portanto, cada um de nós tem uma responsabilidade pessoal em manter nosso Centro local em nível elevado. Devemos ser pontuais em assistência e cuidar de nos conduzirmos de forma digna e reverente nas dependências da Fraternidade. Dirigidos adequadamente os Centros locais convertem-se em imãs que atrairão as pessoas que necessitam de ajuda. Aqueles Membros que vivam em cidades ou em condições que favoreçam a freqüência em um Centro devem unirem-se a ele, pois a união faz a força.

Com relação a divulgar os Ensinamentos pessoalmente: Primeiro devemos nos familiarizar com eles o suficiente para podermos responder perguntas que nos sejam feitas com relação a esses Ensinamentos. Disse Max Heindel: "observe as pessoas; procure fazer com que façam perguntas". Porém tudo isso deve ser feito indiretamente . Não devemos impor nossa Filosofia aos outros. Podemos sugerir, vez por outra, que possuímos algum conhecimento desses assuntos elevados. Então se os que nos ouvem estão prontos para receber a luz, farão perguntas. Depois poderemos ir tão longe quanto seja necessário no que temos para oferecer, de acordo com sua capacidade de assimilação. Quando alguém pede luz, não é conveniente mostrá-la toda de uma vez. Isto poderia assustar e afastar a pessoa.

Algumas pessoas podem aceitar nossos Ensinamentos sobre o renascimento; outras desejam explicações sobre visões; outras ainda se interessam em saber algo sobre as influências planetárias; algo sobre Cristo Jesus, ou sobre a Lei de Causa e Efeito. Devemos tratar de aproximarmo-nos das pessoas através de seus próprios problemas. Sempre que houver oportunidade devemos falar sobre o Exercício de Retrospecção, já que este é um importante meio de alcançar o progresso evolutivo. A propósito, não esqueçamos de praticá-lo também com toda a sinceridade!

As pessoas com problemas são mais acessíveis às sugestões relacionadas com Ensinamentos superiores. Pessoas que tenham alcançado êxito na vida mundana são mais resistentes à estas novas idéias. A Bíblia diz que encontraremos seguidores entre os humildes, atormentados e com pesadas cargas. Há muitas pessoas famintas, e atormentadas que não estão satisfeitas e não sabem a quem recorrer. Oram pedindo ajuda. Temos privilégio e responsabilidade quando contatamos com essas pessoas. Mas devemos ter sempre em mente que não temos o direito de molestar aos que estão satisfeitos ou aqueles que não estão interessadas em nos ouvir.

Há um outro método pelo qual podemos divulgar os Ensinamentos. Ao apresentar-se uma situação que requer afirmação dos princípios Rosacruzes devemos informar que somos vegetarianos, que não usamos produtos que impliquem em sacrifícios de vida animal; que renegamos a guerra; que consideramos o hipnotismo um assalto e uma agressão mental, e que nos opomos a toda forma de desenvolvimento negativo espiritual ou psíquico, tal como a mediunidade. Tais informações não devem ser feitas em tom ofensivo, mas dadas natural e discretamente.

Max Heindel afirmou " Não há crescimento anímico se fizermos somente o que vem a nós". Portanto, devemos estar sempre vigilantes face as oportunidades que surgem em dar os Ensinamentos a quem tenha nos pedido auxílio. Dificilmente passa um dia sem que alguma oportunidade surja para semear a semente do conhecimento esotérico.

O passo seguinte é o da divulgação da nossa literatura. Todos podemos fazer algo. Notifique aos Centros e Grupos que você pode distribuir literatura. Ofereça-a a vizinhos, parentes e amigos os quais você crê possam estar interessados. Deixe-as em salões de espera e em estações. Envie-as em suas correspondências. Presenteie Bibliotecas ou Hospitais com o Conceito Rosacruz do Cosmos ou com uma assinatura da Revista Rays from the Rose Cross*. Dê a amigos livros, panfletos ou copias de conferências que possam interessar-lhes.

Se você crê que um ou mais amigos estão interessados em reuniões de seus Centros, não deixe de convidá-los. No caso daqueles que você considere pronto para nossos Ensinamentos, informe-lhes de nossos Cursos por Correspondência, especialmente os de Filosofia Rosacruz. Muitas pessoas vem ao Movimento Rosacruz atraídos pela Astrologia. A Astrologia é uma ajuda valiosíssima para o aspirante em seu progresso no Caminho, mas é claramente menos importante que a Filosofia, e este ponto deve fixar-se bem claro na mente dos recém chegados, pois não somos evidentemente uma Escola de Astrologia como alguns crêem.

Semanalmente oramos que devemos "dar aos outros o que temos de valor e alegria". A sugestão anterior nos ensina como podemos fazer isso com vantagem. Não esperemos que os Centros façam todo o trabalho. Organizemos um PLANO. A Fraternidade tem estudantes espalhados por todo o mundo. Se todos fizerem algo, haverá um influxo grande de novos Estudantes e de pessoas interessadas em nossa literatura.

Realizando, leal e fielmente, a parte que nos corresponde nesta grande obra, estaremos não só sendo agentes ativos para auxiliar os demais, mas também colocaremos a Lei de Conseqüência trabalhando a favor de nós e não contra como no passado. Acima de tudo devemos recordar a citação Bíblica de não deixar que a mão direita saiba o que faz a esquerda. Pois se somos compensados pelo agradecimento e elogio dos homens, já teremos recebido nossa recompensa, e haverá muito pouco crédito nos planos superiores.

* Rays from the Rose Cross - revista bimensal editada pela Sede Mundial: The Rosicrucian Fellowship

Rosicrucian Fellowship - International Headquarters
2222 Mission Avenue, Oceanside, CA 92054-2399, USA
PO Box 713, Oceanside, CA 92049-0713, USA
(760) 757-6600
(760) 721-3806 (fax)
rosfshp@rosicrucianfellowship.org

 

 

HOME

TEMAS ROSACRUZES

MAPA DO SITE